As Mortes de Simango, Gwenjere e Outros
» » » As Mortes de Simango, Gwenjere e Outros

As Mortes de Simango, Gwenjere e Outros

Por Benedito Tomás Mulanga

Publicado no SAVANA em 10.05.1995

Após os julgamentos de Nachingweia, realizados em Março de 1975, os sentenciados à reeducação – pena não prevista em nenhum código penal em vigor no Pais – foram gradualmente enviados para Moçambique. Das mais de duas centenas de prisioneiros, a Frelimo  seleccionou o chamado “Grupo dos reaccionários” entre os quais se encontrava o reverendo U. T. Simango, Paulo Gumane, Lazaro Kavandane, a Dra. Joana Semeão. O Dr. Arcanjo Faustino Kambeu, Julio Razão Nihla e Adelino Guambe. A estes se vieram juntar o padre Mateus Pinho, Gwenjere e Raul Casal Ribeiro, antigo adjunto do comandante Filipe Samuel Magaia, o qual, após o assassinato deste em 1966 decidira abandonar a Frelimo e radicar-se no Norte da Tanzania juntamente com a familia. Em 1974, porem, o governo tanzaniano acedera a um pedido da Frelimo para prender Casal Ribeiro.

[gview file="http://s3.jpires.org.s3.amazonaws.com/Docs/mortes.pdf" save="0"]

As mortes de Simango, Gwenjere e outros

What do you think?