“SABUJICE E TRAIÇÃO”, pelo Dr. Neves Anacleto
» » » “SABUJICE E TRAIÇÃO”, pelo Dr. Neves Anacleto

“SABUJICE E TRAIÇÃO”, pelo Dr. Neves Anacleto

 pelo Dr. Neves Anacleto

“António Neves Anacleto, avô da inteligência que dá pelo nome de Francisco Anacleto Louçã, foi um persistente oposicionista ao regime salazarista. Viveu em Moçambique.
Em 1974, cercado pela nova ditadura frelimista que nascia na ponta das baionetas, escreveu um livro «Sabujice e Traição» em que denunciava o canto da sereia que se ouvia. Fez previsões, anunciou perseguições.” Lido em Tempos Modernos
[divider]
Neves Anacleto deixa para a posteridade um testemunho corajoso. Viveu o drama de quem não era frelimista.
[divider]

“Mas o Governo Provisório, que teve a pouca sorte de meter no seu seio um homem comprometido com os bandos armados contra Portugal, deixou que este se avistasse imediatamente com esses grupos. E tão comprometido o dito ministro se encontrava, que acabada a primeira reunião desse governo o Dr. Mário Soares imediatamente saiu dela para se meter num avião, posto à sua ordem pelo Presidente Sengor, e para Dakar se dirigiu onde conferenciou com este como intermediário desses bandos. Quero dizer: antes da primeira reunião do Conselho de Ministros que se efectuou logo a seguir à tomada de posse do Governo, já Mário Soares andava em pulgas para mostrar aos seus aliados a sua missão cumprida. Esta “missão cumprida” seriam as suas promessas aos bandos guerrilheiros, as quais significavam mãos largas de quem não sentia ainda o peso das responsabilidades.” Pag.3

[gview file=”http://macua.blogs.com/files/sabujicecetraicao.pdf” save=”0″]

retornados2

“SABUJICE E TRAIÇÃO”

What do you think?